Sorriseria – Clínicas Odontológicas | O que é erosão dental e como ela pode prejudicar o seu sorriso

O que é erosão dental e como ela pode prejudicar o seu sorriso

Se antigamente os principais problemas bucais eram a cárie e a doença periodontal, hoje muitos pacientes procuram o consultório dentário por causa da erosão. Entenda o que é e como evitar essa condição, que pode prejudicar a estética e a saúde do seu sorriso.

Para entender a erosão é preciso conhecer um pouco mais sobre os dentes. O dente é composto por basicamente duas substâncias muito duras: o esmalte e a dentina. Tanto o esmalte quanto a dentina, embora muito resistentes aos esforços mastigatórios, podem ser dissolvidos facilmente por ácidos, caracterizando a erosão como uma perda de tecido dental não cariosa.

Embora essa perda de massa da estrutura dental seja um processo que ocorre fisiologicamente por toda a vida, ela pode ser prejudicial quando o desgaste é excessivo. Como costuma não provocar sintomas, a erosão muitas vezes passa despercebida. O indivíduo nota a erosão apenas em estágios avançados, quando já ocorreu uma perda muito grande da estrutura dental, normalmente com prejuízos estéticos ou, em casos extremos, quando causa sensibilidade.

Mas como ocorre a erosão dental?

Os ácidos podem estar presentes na alimentação, no ambiente (por exemplo, em fábricas de compostos químicos) ou ainda ser produzidos pelo nosso próprio organismo. As lesões podem ser localizadas ou ocorrer em todos os dentes.

A nossa alimentação é bastante ácida e é a principal causa das erosões: vinagre, frutas como o limão e bebidas tais como sucos de frutas e refrigerantes. Os ácidos também são produzidos pelo estômago e são trazidos para a boca por meio de refluxo ou ainda pelo vômito, em casos de bulimia.

O que fazer em caso de erosão dental?

Uma vez determinada a causa é possível tratar o paciente. Por exemplo: se a erosão é causada pelo refluxo, a resolução do problema pode estar no seu tratamento, evitando alimentos ácidos ou ainda tomando sucos e refrigerantes com canudos, além de aplicações de flúor, que tornam os dentes mais resistentes aos ácidos.

Outro detalhe importante: não escovar os dentes imediatamente após o contato com ácidos, pois a abrasão gerada pela escovação só aumenta a destruição do esmalte. A saliva tem meios para neutralizar o pH da boca após a ingestão dessas substâncias, mas o processo leva em torno de 40 minutos a uma hora. Assim, o correto é realizar a escovação após esse período.

Quando a erosão já está em estágio avançado, o dente pode ser restaurado com resinas compostas estéticas.

Caso sinta que os dentes estão sofrendo erosão, agende uma consulta de avaliação com a nossa equipe, clique aqui.

Fonte:http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-40122010000100015&lng=pt

Mande mensagem pelo WhatsApp