Sorriseria – Clínicas Odontológicas | Quais as maiores vantagens da prótese dentária?

Quais as maiores vantagens da prótese dentária?

A perda dentária pode ser considerada como um dos principais agravos à saúde bucal dos brasileiros, promovendo danos estéticos, funcionais e sociais.

Embora haja diferenças regionais marcantes que apontam para a falta de medidas preventivas, a perda de dentes naturais ainda é um problema em todo o país. Isso se deve a doenças bucais ao longo da vida e a hábitos inadequados de alimentação e higiene, bem como aspectos culturais que influenciam a decisão de extrair ou não um dente como opção de tratamento.

Estudos recentes apontam que pessoas com menos de 21 dentes podem apresentar comprometimento da mastigação, o que restringe tanto a escolha de alimentos quanto a ingestão de nutrientes essenciais.

Na pesquisa nacional de saúde bucal, concluída em 2003, a média de dentes perdidos recuou para 0,9 em adolescentes e 13,2 em adultos. Em idosos entre 65 e 74 anos, esse índice atingiu 25,8. Diante disso, a prevalência das perdas dentárias na população brasileira permanece como um dos principais problemas de saúde.

As próteses se inserem nesse contexto como importantes formas de recuperar a estética e a funcionalidade.

Mas, quais são os principais tipos de próteses dentárias?

Existem diversos tipos de próteses: cada uma será indicada para um caso específico, como perdas unitárias, múltiplas ou totais dos dentes.

Assim, para as perdas dentárias unitárias é possível a indicação de próteses tipo ponte, em que os dentes vizinhos servem de apoio, ou próteses unitárias sobre um implante. Para as perdas múltiplas, tanto as próteses tipo ponte quanto as próteses removíveis oferecem a reabilitação. Já para quem perdeu todos os dentes é indicada a prótese total, também conhecida como dentadura. Esse tipo de prótese é feita de resina e é apoiada na gengiva. Entretanto, com o tempo, o tecido ósseo é reabsorvido e a gengiva, por sua vez, perde volume, prejudicando o suporte e a adaptação da prótese. Para resolver esse problema é necessário realizar periodicamente um procedimento chamado reembasamento da prótese.

Os implantes vieram aperfeiçoar o tratamento reabilitador oferecendo um suporte fixado ao osso para suportar as próteses. Devido ao maior conforto e qualidade de vida que oferecem, os pacientes hoje estão cada vez mais preferindo as próteses sobre implantes às próteses convencionais.

Fontes:

Peres, MA et al. Perdas dentárias no Brasil: análise da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal 2010. Rev Saúde Pública 2013;47(Supl 3):78-89

Mande mensagem pelo WhatsApp